assinatura
HOME



Quer saber se a gasolina foi adulterada e quais os riscos para seu veículo?




Em um cenário onde o litro da gasolina beira o valor de uma cédula de cinco reais, comprar gato por lebre é uma situação pela qual ninguém quer passar, não é mesmo?! Até porque gasolina adulterada não faz mal apenas para nosso bolso e nossa moral, mas para nosso veículo também (falaremos disso mais adiante).
Gasolina adulterada é aquela cujas propriedades estão em desacordo com a legislação.


As formas mais comuns de se adulterar a gasolina são:


• misturar solventes à gasolina;
• misturar água;
• acrescentar etanol acima do permitido por lei.


Nota-se que, devido a uma lei de 2015 (a Portaria MAPA Nº 75), o fornecedor de gasolina é obrigado a adicionar 27% de etanol à mesma, uma porcentagem definida pela própria Agência Nacional do Petróleo e que visa subsidiar o setor sucroalcooleiro do País.


A gasolina adulterada, seja com acréscimo de água ou excesso de álcool, pode trazer diversos prejuízos ao seu veículo, vamos saber quais?



Danos causados pela gasolina adulterada




O veículo com gasolina adulterada pode ter diversos problemas de performance após ser abastecido com esse tipo de combustível. Problemas comumente vistos, e facilmente notados, são falhas no motor, que passa a ter dificuldades de aceleração e paradas repentinas, dificuldade de ignição e condução e alto consumo de combustível.
Danos mais graves envolvem a deterioração de certos componentes do veículo, como o entupimento dos bicos injetores, a queima da bomba de combustível, a danificação de velas, válvulas de escapamento e válvulas de admissão.
Para se ter ideia do prejuízo causado pela gasolina adulterada, vale como exemplo, a bomba de gasolina. Em modelos nacionais, ela chega a custar R$400,00 e R$5 mil a bomba de modelos importados. É um prejuízo que dói em qualquer bolso.



Como reconhecer a gasolina adulterada




Pela homogeneidade dos compostos misturados, é dificílimo reconhecer a gasolina adulterada apenas com o bater de olhos. Exceto em casos grosseiros, onde a adulteração é tão notável que a gasolina chega a ter sua cor totalmente alterada, é quase impossível diferenciar uma gasolina, comum ou premium, de uma gasolina adulterada.
Para saber se você foi vítima de gasolina adulterada, recomendasse ficar de olho no desempenho do veículo e reparar se há algum comportamento estranho, como dificuldade de partida, problemas de aceleração e motor fazendo barulhos após o abastecimento. Se constatar qualquer destes sintomas, o ideal é remover toda a gasolina do tanque imediatamente.
Para tirar a limpo se a gasolina foi ou não adulterada, você pode fazer um teste químico, caso tenha instrumentos e confiança para isso.


Você vai precisar apenas de:
• proveta;
• solução de cloreto de sódio a 10%;
• e gasolina a ser analisada.


Essa é uma análise simples, mas que precisa de certos cuidados. Faça isso longe de qualquer fonte de fogo e proteja os olhos e as mãos.
Para realizar essa análise, basta misturar na proveta 50ml de solução de cloreto de sódio 10% (água destilada com sal puro) com 50ml de gasolina, então aguardar até que os compostos se separem.
Você notará que a gasolina e a solução de cloreto não se misturam, devido a solução de cloreto ser mais densa que a gasolina. Você notará também que devido ao etanol, os 27% adicionados por lei à gasolina, o volume da solução de cloreto irá aumentar; isso porque o etanol se dissolve melhor na solução de cloreto do que na gasolina.
Agora é com a matemática. Se 100ml de gasolina possui 27% de etanol, quer dizer que 50ml possui 13,5% de etanol. Se o etanol se misturou à gasolina, quer dizer que 13,5ml de etanol se misturou a 50ml de solução de cloreto de sódio 10%, resultando em um volume de 63,5ml de líquido incolor. Se o valor da solução subiu além disso, quer dizer que a gasolina foi SIM adulterada; seja com água, seja com excesso de etanol.
Se foi constatado que a gasolina foi realmente adulterada, remova-a imediatamente do seu veículo e faça a denúncia à Agência Nacional do Petróleo, por meio do telefone 0800 970-0267.


Então, ficou claro como saber se gasolina foi ou não adulterada e quais as suas consequências? Para evitar estes problemas desconfie de preços absurdamente baixos e abasteça apenas em postos de confiança, como os da Distribuidora Rio Branco.

Deixe uma resposta

Blog da Rio Branco é desenvolvido em WordPress. Editado por Andressa Aparecida Santos.

Copyright 2011 - Distribuidora Rio Branco.
www.riobrancopetroleo.com.br