assinatura
HOME


Abastecer com álcool ou gasolina? Nós te damos a resposta




Escolher entre álcool (etanol) ou gasolina na hora de abastecer seu veículo é uma decisão que vai muito além do preço, não é mesmo? Como o etanol, por diversos fatores, geralmente é mais barato, ele costuma ser uma opção tentadora para aqueles que possuem veículos flex, mas nem sempre ele pode ser a melhor opção.


Pensando em te ajudar a tomar a melhor decisão para o momento, nós da Rede Rio Branco Petróleo decidimos separar algumas informações muitíssimo relevantes para te ajudar na hora de abastecer.


Continue lendo para saber mais sobre álcool e gasolina, e qual rende mais.



Diferença entre álcool e gasolina




O etanol, conhecido popularmente como álcool, é um composto químico resultado de um processo de destilação da cana; não se engane, o etanol não é feito para ser bebido.


O álcool combustível é mais barato justamente por não provir do petróleo, sendo uma opção estimulada desde a década de 1970, com a intenção do Brasil não depender exclusivamente de combustíveis fósseis. Por ser um combustível teoricamente menos nocivo e com menor grau de emissão de gases poluentes, ele acaba sendo uma opção mais ecológica.


A gasolina, assim como o diesel, é um combustível originado da destilação do petróleo. Nas refinarias, o petróleo, ainda como óleo em estado bruto, passa por uma série de processos até se transformar em produto manufaturado, que vai desde combustíveis como gasolina e diesel até lubrificantes e querosene.


A gasolina é um combustível mais caro por ser mais oneroso de ser fabricado, além de sua matéria prima ser escassa — a estimativa é que, da forma como o cenário mundial está hoje, o petróleo durará por mais quarenta anos, segundo alguns especialistas, e cem anos, segundo outros mais otimistas, por isso faz-se necessário novas opções.


Vale ressaltar que o valor da gasolina ainda oscila conforme o mercado internacional, ou seja, o barril do petróleo pode custar um valor hoje e outro amanhã, dependendo de qual país está comercializando mais barato, causando um efeito que pode ser visto diretamente nas bombas de combustível; e nem levamos em conta o valor dos impostos no Brasil, que podem chegar a representar 70% do valor da gasolina.



Então, álcool ou gasolina, qual rende mais?




Há uma conta simples de se fazer para descobrirmos qual combustível rende mais. Se a intenção é economizar, só vale a pena abastecer com álcool se o seu preço estiver em torno de 70% do preço da gasolina no momento.


Isso porque por mais barato que seja o álcool, ele é um combustível que queima mais rapidamente, ou seja, você terá que abastecer novamente logo, logo. Mas essa é uma de suas desvantagens, uma grande vantagem dele é que traz consigo um melhor desempenho do motor. E mais, por conter cerca de 1/3 de percentual de carbono em relação à gasolina, sua combustão praticamente não deixa vestígios no motor, além de emitir menos poluentes na atmosfera. E, como sua fonte é a cana-de-açúcar, ele acaba sendo um combustível renovável e amigo do meio ambiente.


A gasolina, por sua vez, possui uma combustão mais lenta, ou seja, seu consumo é muito inferior ao do etanol; não que isso represente uma economia por si só.


Suas desvantagens é que ela gera maior emissão de gases poluentes e, após sua combustão, resíduos são deixados nas tulipas das válvulas do veículo; efeito que pode ser combatido com gasolinas aditivadas e premium, que possuem antioxidantes e outros aditivos.


A maior vantagem por optar-se pela gasolina é que com ela você terá que fazer menos visitas aos postos de combustível Rio Branco; fator muito importante na hora de pegar estrada.



Álcool para o dia a dia, gasolina para viajar?




A conclusão que você pode ter chegado é essa, mas fique atento que ela pode não ser a resposta que você procura.


Possuindo um veículo flex, você pode optar entre álcool e gasolina conforme sua conveniência, de preferência alternando entre ambos periodicamente para se aproveitar das vantagens de cada um e manter o melhor desempenho do motor do seu carro.


Se a intenção é economizar, você pode seguir a regra dos 70% que citamos anteriormente. Como funciona?


Por exemplo, pegue o valor da gasolina e multiplique por 0,70. Digamos que a gasolina esteja a R$4,50 o litro, você faz a multiplicação, que o resultado, neste exemplo, é R$3,15. Se o álcool estiver custando R$3,15, seu custo-benefício será muito bem-vindo, pois abastecendo R$4,50 em álcool, o álcool acabará tendo um aproveitamento maior do que o litro da gasolina, caso tivesse optado por ela. Se o preço do álcool na bomba for superior ao resultado da equação, opte pela gasolina, pois ela renderá mais do que o mesmo valor investido em álcool.


Então, entre álcool e gasolina, agora você sabe qual rende mais para cada situação?

Deixe uma resposta

Blog da Rio Branco é desenvolvido em WordPress. Editado por Andressa Aparecida Santos.

Copyright 2011 - Distribuidora Rio Branco.
www.riobrancopetroleo.com.br